Imagem capa - UM AMOR PRA CORRER ATRÁS por Marcela Rosa
PARA MEUS PEQUENOS LEREM

UM AMOR PRA CORRER ATRÁS

UM AMOR PRA CORRER ATRÁS




Descobri que amor, pra ser forte, não pode ser a primeira vista. Eu vi o nosso Amor crescer aos poucos. Vi nascendo, sendo alimentado e cuidado por nós dois com carinho e sem dormir. Algumas vezes tive que encará-lo sozinha, mas também já o deixei várias vezes em suas mãos. Vi esse Amor sentando ao nosso lado pela primeira vez... e o levei muitas noites pra dormir com a gente. Eu vi esse Amor no sofá, no chão da sala, nos quartos, na área de serviço e até no fogão, olha que perigo! Eu o vi no seu peito. E você o viu no meu. Vimos esse Amor andar com as próprias pernas e choramos de felicidade vendo que os primeiros passos foram em nossa direção.



Nosso Amor é sem vergonha! Faz careta, mostra língua. Esse Amor faz a gente querer voltar cedo pra casa e não querer sair de lá nunca, não é? Pelo menos não sem carregar ele. Amor pra ser Amor tem que chegar de surpresa mesmo, só assim a gente descobre o que queremos realmente da vida - e só assim a gente corre atrás de verdade.



Já gritei de amor, já chorei de amor e hoje eu vivo pro Amor.



Já corri muito atrás dele e também já vi você tentando não deixá-lo fugir. Salvamos esse Amor tantas vezes, mas tantas! E ele nunca vai saber disso. Foram muitos tombos que esse Amor tomou! E ele é tão forte que bastava colo pra ele voltar a sorrir como se nada tivesse acontecido.



Nosso Amor cresceu e nós dois somos os culpados por isso. Ele passou por várias fases e nós, por outras mil. Cada sorriso de Amor é um dia a mais na vida, eu aposto nisso hoje!



E em todo momento eu percebo o quanto eu preciso aprender com você, Amor. O pior sentimento que você tem é a fome. Se te derem dinheiro, você rasga, come ou simplesmente entrega pra qualquer um do seu lado. Se te derem uma coisa gostosa pra comer... ah, você se delicia sem se preocupar com calorias. Você pode até acordar chorando, mas em menos de um minuto a chave da porta já te arranca um sorriso. Pra você não existe tempo ruim pra hora do banho e cansaço ainda não existe no seu dicionário. Na verdade mesmo, você ainda nem tem dicionário! Pode inventar mil “papas” e “ridixis” que todo mundo te entende e te responde.



Hoje faz um ano que eu consegui entender porque a minha história tomou esse rumo: o amor era tão grande que não coube só em nós dois, Igor. Tivemos que virar três! E minha maior certeza é que por mais que ele tenha crescido tanto e se tornado tão forte, ele ainda tem muita coisa pela frente... muito o que crescer, muito o que viver, muito o que ser... sendo sempre o nosso Amor.


Marcela Rosa
17/10/2014 - Um ano do nosso Manoel.