Imagem capa - TUDO PASSA. por Marcela Rosa
PARA MEUS PEQUENOS LEREM

TUDO PASSA.

O QUE TE DISSERAM?



Me disseram que quando ele chegasse eu não iria mais conseguir dormir, nem tomar banho e nem comer. Até parece, né?!



Há quase dois meses eu descobri que ainda faço tudo isso. A diferença é que agora tudo é a "prestação", de porta aberta e nas horas friamente calculadas. Há quase dois meses eu perdi a conta de quantas vezes por dia eu falo "vão trocar o neném?" que sempre vem seguido da piadinha "vou dar esse neném pros outro e pegar outro neném pra mim!" - mesmo sabendo que nem se ele entendesse ele riria disso. Há quase dois meses eu descobri que a gente precisa de muito menos coisa do que a gente acha que precisa. Oito horas de sono diárias, comer de três em três horas, praticar exercícios físicos... pra que? A minha maior descoberta, então, foi que a melhor coisa que tem pra saúde é outro ser humano.



Porque mesmo quando você tem milhões de coisas pra fazer e ele resolve acordar e só quer ficar no seu colo... Ah! Pra que tentar fazer ele dormir de novo? AI de quem falar que criança manhosa é coisa ruim. Não consigo achar ruim ele não entender que nós dois já não somos mais a mesma pessoa. Não consigo julgar o medo dele de acordar a noite nesse "novo mundo" e não escutar ninguém sendo que boa parte do tempo sempre tem alguém falando com ele ou perto dele. Não consigo achar ruim ele pedir pra mamar e dormir em três segundos! Sabe o que é você se sentir a pessoa mais importante do mundo pra pessoa mais importante do mundo pra você? Eu não sabia até quase dois meses e agora que eu descobri eu comecei a entender o que as músicas do Rei Leão falavam pra mim.



E é o que Igor me disse uns dias atrás: se tornar mãe/pai é aprender a ter paciência. Aprender a ter paciência pra ser paciente pra no fim das contas você sentir falta de tudo isso e poder usar a tão famosa frase "passa muito rápido".


Marcela Rosa
Dezembro/2013 - 2 meses do nosso Manoel