Imagem capa - EU LEMBRO por Marcela Rosa
PARA MEUS PEQUENOS LEREM

EU LEMBRO

Eu lembro de cozinhar com eles entre minhas pernas. Lembro de escutar, do banco da frente, as gargalhadas enquanto pulavam no porta malas sem tampa do nosso primeiro carro. Lembro da correria e do estresse de tentar sair de casa o menos atrasada possível pra não perder o bailinho. Lembro até de levar eles em uma festinha de manhã e correr pra conseguir levar na da tarde também! Lembro de trocar horários de reuniões e deixar de pegar trabalhos pra poder levá-los no circo. Lembro de falar que o presente de dia das crianças seria um passeio muuuito legal (dando muito enfoque no legal) porque não tinha dinheiro pra comprar um presente e fazer o passei também. Eu lembro das noites que não aguentei acordar várias vezes, levei eles pra minha cama e acordei cheia de dores nas costas. Lembro das febres de madrugada que me deixavam igual um zumbi no dia seguinte. Lembro da caminhada até a escola que era pra demorar 15min, mas demorava 50min. Lembro da minha bolsa que, de minha mesmo não tinha nada. Era pedra, papel, pedacinho de galho, folhas, e algum canudo diferente que encontraram no chão. Lembro do meu banheiro, o mesmo banheiro que recebia meus clientes, cheio de patinhos de borracha e livrinhos de banho. Eu lembro de aspirar o cabelo deles pra eles sairem correndo, rindo alto, só pra eu ter 5min pra aspirar o cômodo "ameaçando" aspirar a cabeça de novo. Eu lembro de ser o monstro da cosquinha porque aí eu poderia brincar deitada e só soltar uns "vou te pegar" de vez enquanto. Lembro de brincar de pique esconde e ficar gritando da cozinha "cadê essas crianças?" só pra ter um tempo pra terminar o almoço e eles ainda sentirem que eu estava brincando com eles. Lembro de liberar tinta no box do banheiro pra eu conseguir terminar de responder aquele e-mail. Lembro de arquitetar planos junto com o Papai Noel e Coelhinho da Páscoa. Lembro de comemorar Halloween, dia da árvore, do índio, primavera. Eu lembro.






Eu lembro de ficar na cozinha brincando só pra provar a comida que a minha mãe estava fazendo. Lembro dos meus pais deixarem a gente andar um pouquinho no porta-malas daquele carro e freiar forte pra gente cair, parecia tão maior! Lembro que a gente ia todo ano nos bailinhos de carnaval e showzinhos na pracinha. Lembro de brincar tanto, festa de manhã e a tarde que eu chegava em casa dormindo sujo e acordava limpo na minha cama e de pijama! Lembro que meus pais trabalhavam final de semana, mas que eles sempre davam um jeito disso não ser uma desculpa pra gente estar junto. Lembro de todos os passeios que fizemos nos dias das crianças, era demais! Lembro de como a cama dos meus pais era boa. Lembro que ficar doente não aprecia tão ruim assim. Lembro de andar no meu cavalo branco em busca de tesouros no caminho da escola. Lembro de guardar todos esses tesouros na bolsa da minha mãe. Lembro que a gente tinha uma nuvem de chuva que formava lagos e mares pros meus brinquedos no banho. Lembro que a cabeleireira maluca fazia penteados com aspirador em quem chegasse perto do salão. Lembro que a brincadeira mais legal era acordar o monstro mamãe. Lembro que eu escondia muito bem e minha mãe custava a me achar, eu era o melhor! Lembro que "posso fazer bagunça sim, minha mãe deixa!". Lembro que todo ano a gente colocava leite pro Papai Noel e cenoura pra rena e dos mapas pra caçar os ovos de páscoa que até dentro da máquina de lavar já estiveram! Lembro de sair pela rua dando chocolates e balas pro dono da padaria, do mercadinho, do restaurante do seu João, lembro de observar as flores, sol, vento, chuva. Eu lembro.


Lembro de construir coisas com meus pais: memórias.