Imagem capa - CARTA PARA 2020 por Marcela Rosa
CRIAÇÃOFOTOGRAFIA

CARTA PARA 2020

Em um ano que, pra muita gente, o melhor que podia ser feito seria ficar no mesmo lugar, a gente decidiu arriscar. Mesmo muitos acreditando que não era hora de fazer nenhum movimento brusco, a gente fez. Deixamos ainda mais evidente o motivo que nos faz trabalhar e, mesmo com o dólar lá nas alturas, compramos equipamentos que valem um carro para conseguir fazer filmes de família. E o primeiro filme desse nosso novo equipamento é "um muito, muito obrigado" a você que esteve com a gente em 2020.


A cada recém-nascido, a certeza de que a vida está só começando.A cada gestante, a certeza de que ainda temos muita coisa para viver (e ver!).A cada sorriso banguela, a cada palavra com fonemas trocados, a cada primeiro passo, primeira fruta, primeiros tanta coisa... a maior certeza da vida de que não dá pra ficar no mesmo lugar.Você já viu alguma criança parar quieta? A vida é movimento.2020 foi um ano ruim? Depende pra quem você perguntar. Não é mesmo, Pedro?



VEJA O VÍDEO DA CARTA PARA 2020:









2020,

Que ano mais desafiador você foi, meu filho!

De repente, estávamos trancados em casa sem saber por quanto tempo. Organizei os armários da casa inteira, lavei todas as cortinas e tapetes, faltava coisas para tanto tempo sobrando. E aí do nada já é Natal!

Pois é, você teve cara de férias em pleno mês de março e não parecia tão assustador. Mas aí, 2020, desequilibramos total. É que não saber o que vem é muito pior do que saber que vem uma coisa ruim, sabe? Como a gente se prepara para uma coisa que não conhecemos? Mas aí, meu amigo - é, acho que posso te chamar de amigo agora - lembrei que há muita vida lá fora, mesmo estando todo mundo do lado de dentro.


Pedro nasceu.

Inácio está enorme.

João fez seu primeiro aniversário.


E você lembra, né? Que esse primeiro aninho foi só com as pessoas preferidas do mundo dele e se pra você isso não é uma mega festa de aniversário, nem me chama! Você viu como Inácio cresceu esse ano, 2020? E olha, se alguém falar que você foi um abacaxi, pode dar pra ele descascar porque, apesar das caretas, a mãe dele me garantiu que ele gosta!


Dentro do quarto do Pedro tinham dúvidas clássicas de pais que querem fazer o melhor. Está engordando? Será que está mamando? Mas olha que engraçado... tinha também a certeza de que tudo ia dar certo. Se um dia eu duvidei da vida, não me lembro mais. 2020, espera aí…. eu preciso fazer uma pausa nossa conversa: Obrigada, Pedro, muito obrigada.


Você sabe que eu gosto de contar história, né? E você foi um ano com muita história. Um ano histórico! Foram exatas 105 novas histórias em você, 2020. Você tem ideia do que isso significa?


Significa que foram 105 vezes que meus filhos ficaram enlouquecidos com caixas de papelão dos álbuns que chegaram. 105 vezes que eles estouraram plástico bolha pela casa. 105 vezes que puderam sair de casa, correr e tomar um sol enquanto eu fotografava. 105 oportunidades de mostrar pra eles que eu trabalho porque isso me faz feliz e não só porque eu preciso pagar as contas. 


E eu ainda tenho tanta história pra contar. A Luísa, por exemplo, nem chegou nesse mundo e eu já comecei a escrever. Essa menina ainda tem muita coisa pra viver.


Mas 2020, não confunda as coisas, por favor! Minha despedida é só pra você. Se importa de me apresentar seu amigo 2021?


Com muito, muito amor,

Marcela Rosa (Passarinho).